Política no Super Bowl

Política e imigração foram os temas mais escolhidos pelas marcas que compraram os minutos de publicidade vistos pelos milhões de norte-americanos que este domingo assistiram à 51.ª edição do Super Bowl, vencida pelos New England Patriots. Numa indústria que movimenta milhões de dólares, e com várias empresas a apostarem em mensagens que apelam a uma política de integração, igualdade de direitos e diversidade cultural, a publicidade que acompanhou a final da Liga de futebol americano foi encarada como uma resposta à política de imigração de Donald Trump. Um dos anúncios foi cortado pela Fox por ser “demasiado político”. (Continuar a ler)

Liliana Borges, Público

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s