“É tudo quanto sinto, um desconcerto;”

Os sentimentos são uma força imparável. O que o corpo sente é tão importante como o que a mente pensa. Esta é uma das ideias cruciais de “A Estranha Ordem das Coisas”, de António Damásio. John Banville leu o livro e ajuda-nos a perspectivar as palavras e os conceitos de Damásio. A recensão pode ser lida no Guardian.

Link também para uma entrevista recente ao jornal Expresso, aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s